terça-feira, 17 de agosto de 2010

DESMATAMENTO E QUEIMADAS

Desmatamentos e Queimadas


O estado de Mato Grosso apresenta uma variada aptidão de uso da terra que pode ser agrupada em :

  • atividades agropecuárias

  • Mineração

  • instalação de industrias

  • urbanização

A substituição da cobertura vegetal se dá para possibilitar a sustentabilidade dos seres humanos.O Estado de Mato grosso apresenta em seu território inúmeras unidades de paisagem onde destacam as florestas, predominando na região norte, os cerrados predominando na parte central e no médio norte, o pantanal ao sul e diversas outras unidades como as matas ciliares, as matas de encostas, as veredas, as várzeas, os cerrados inundáveis, entre outras.




O uso da vegetação para:

  • Obtenção de madeira e lenha

  • Extração de plantas medicinais

  • Obtenção de alimentos

  • Produção de artesanato



São formas de uso que permite a sustentabilidade – manejo:

A falta de manejo promove: alteração nos ecossistemas e na composição da biodiversidade (extinção de espécies); interferências nas comunidades étnicas; inviabiliza o turismo e globalmente, promove mudanças nos ciclos.


Fogo na floresta

Todo a biomassa da floresta consiste do acúmulo da energia absorvida na fotossíntese.

CO2 + H2O + energia solar (C H2 O)n + O2

O fogo na floresta é a energia liberada pela queima do material orgânico acumulado.

(C H2 O)n + O2 CO2 + H2O

Queimadas - dados divulgados pelo INPE – satélite da série NOAA

Setembro de 2003 – 57.892 focos de queimada dos quais 16.136 estão em MT (28% do total do Brasil)

Setembro de 2002 – 61.991 focos

O fogo quando escapa do controle, propaga-se e pode causar graves prejuízos econômicos, sociais e ambientais:Interfere na qualidade do ar aumentando a poluição.

No período de estiagem aumentam os riscos de doenças respiratórias.

Na combustão da biomassa vegetal muitos gases e material particulados são liberados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário